esg

Índices ESG: saiba o que são e como funcionam os ESG Index

Publicado em 18 de Março de 2022

Entenda o que são os índices ESG Entenda o que são os índices ESG

Há alguns anos, não se tinha plena certeza sobre a rentabilidade de empresas sustentáveis. Por isso, muitos acreditavam que empreender esforços para se tornar mais responsável ambiental e socialmente era uma atividade sem retorno. Hoje, porém, a sustentabilidade tem ganhado mais espaço entre grandes empresas. Percebeu-se que, além de possibilitar um futuro melhor e com oportunidades mais igualitárias, atitudes sustentáveis têm inúmeros benefícios a longo prazo. Os índices ESG são prova disso. Mas...

O que são índices ESG?

 

De maneira geral, ESG indexes são indicadores que buscam mensurar a performance de empresas sustentáveis no mercado. E o que é este tal de “ESG”, citado tantas vezes?

Entenda o conteito de ESG

 

“Environmental, Social and Governance” (Ambiental, Social e Governança) é o significado desta sigla, que representa o conjunto de ações, medidas e dados focados no desenvolvimento sustentável de uma empresa. Tendo em vista o atual cenário de desigualdade, poluição e outros problemas que atingem a sociedade, as pessoas têm tido um senso crítico cada vez maior sobre as empresas que não adotaram uma cultura de sustentabilidade e de responsabilidade social. ESG é, portanto, uma necessidade.

O termo nasceu em 2005, a partir de uma conferência chamada Who Cares Wins (Quem se importa vence). O evento reuniu investidores institucionais, gestores de ativos, analistas de pesquisa buy-side e sell-side, consultores globais e órgãos governamentais e reguladores. A maioria desses participantes concluiu que as práticas ESG trazem resultados relevantes a longo prazo.

Imagem com ilustração sobre o significado de cada letra da sigla ESG: Ambiental, Social e Governança Corporativa.

Por que os índices ESG são relevantes?

 

Investir é uma tarefa que exige a análise criteriosa de diversos indicadores.  Por isso, os índices ESG são um recurso importante para a tomada de decisão de investidores.

Por meio deles, é possível procurar por empresas responsáveis, preocupadas com seus impactos no meio ambiente e na sociedade e que se atentam às estratégias de ESG. Isso dá mais recursos para que os investidores possam analisar a viabilidade de novos possíveis investimentos. Quer conhecer alguns modelos? Observe adiante:

Exemplos de índices ESG globais

 

Elencamos alguns exemplos de índices ESG internacionais para que você possa conhecê-los melhor. Veja-os a seguir:

MSCI ESG Indexes

 

O MSCI ESG Indexes é um fornecedor mundial de Índices Ambientais, Sociais e de Governança (ESG). Ele apresenta mais de 1,5 mil Índices ESG de renda fixa e ações, projetados para auxiliar investidores a analisar de forma mais assertiva a performance de empreendimentos ESG;

S&P ESG Index

 

O S&P 500 ESG Index é um índice que tenta estimar o desempenho apenas de empresas que cumprem com critérios de sustentabilidade e que fazem parte da carteira teórica do índice S&P 500;

Dow Jones ESG Index

 

Composto somente por companhias ESG listadas na NYSE ou Nasdaq, o Dow Jones ESG Index compreende líderes globais de sustentabilidade determinados pela S&P Global por meio da Avaliação de Sustentabilidade Corporativa (CSA);

Refinitiv ESG Index

 

Este indicador é formado por mais de 7.000 empresas em todo o mundo classificadas em mais de 400 indicadores-chave de desempenho ESG.

Exemplos de índices ESG no Brasil

 

O Brasil não fica de fora disso, contando também com indicadores ESG nacionais, todos associados à B3 (bolsa de valores brasileira). Listamos alguns exemplos abaixo:

ISE (Índice de sustentabilidade empresarial)

 

O ISE é elaborado a partir de uma carteira teórica de ativos e tem como propósito apoiar os investidores na tomada de decisão de investimento e incentivar empresas a assumirem práticas de sustentabilidade.

ICO2 (Índice Carbono Eficiente)

 

Criado em 2010, o ICO2 B3 busca fomentar debates sobre mudança do clima no Brasil. Assim, o alinhamento das empresas ao ICO2 manifesta o comprometimento delas com a transparência de suas emissões de gases. Do mesmo modo, demonstra o interesse delas em se preparar para uma economia de baixo carbono.

IGC-T (Índice de Governança Corporativa Trade)

 

Criado para complementar o Índice de Governança Corporativa, que funciona com menos critérios restritivos, o IGCT mostra a performance média de cotação das ações de empresas que fazem parte do Índice de Governança Corporativa (IGC). Por ser do tipo retorno total, por meio dele podemos saber não só o rendimento dos ativos da carteira, mas também informações como valorização e distribuição de seus dividendos.

S&P/B3 Brasil ESG

 

Tal como os outros, o Índice S&P/B3 Brasil ESG examina o desempenho geral de organizações sustentáveis, trabalhando com uma carteira teórica de ativos. Em seu caso, porém, são excluídas as ações com base na sua participação em certas atividades comerciais, no seu desempenho em comparação com o Pacto Global da ONU (UNGC em inglês) e também empresas sem pontuação ESG da S&P DJI.

Vale observar que cada indicador possui uma metodologia própria de análise e classificação das informações. Por conta disso, disponibilizamos os acessos para que você conheça pessoalmente cada um deles.

É possível investir em índices ESG?

 

Não há como investir em índices ESG, pois um índice não é um ativo negociado no mercado. Eles servem apenas como ferramenta de análise para investidores.

Imagem com citação que diz: "Não há como investir em índices ESG, pois um índice não é um ativo negociado no mercado. Eles servem apenas como ferramenta de análise para investidores."

Para quem deseja, porém, investir na rentabilidade dos índices ESG e em empresas que atendem a esses critérios, existem fundos e ETFs (Exchange Traded Funds) que se norteiam a partir dos indicadores ESG.

Atualmente, o mercado financeiro tende a colocar, cada vez mais, empresas ESG no topo. Por consequência, muitos preferem investir em organizações com responsabilidade socioambiental e em fundos que abrangem essas empresas.

Quer saber mais sobre ESG, ETFs, Responsabilidade Socioambiental, entre outros assuntos? Continue navegando em nosso blog!

 

Publicado por Luiz Gustavo Anjos